Conheça os principais tipos de martelete e como escolher o ideal

Os dois tipos de marteletes são usados em cortes, em demolições em obras de construção ou em reparos de qualquer porte e estão disponíveis em velocidade, pesos e modelos diferentes.

Vale destacar que sua principal utilização é a de romper ou perfurar concreto de maneira muito mais eficiente e ágil do que a tradicional aplicação da telhadeira. Além de ocasionar um ganho gigantesco na produtividade, a utilização dessa ferramenta em reformas e obras exclui as chances de prejuízos provocados pelo esforço repetitivo do antigo método.

Os marteletes são de fácil utilização, sem a necessidade de uma supervisão durante seu uso. É necessário lembrar que é sempre preciso fazer uma avaliação da obra a ser demolida, por um profissional experiente, para que não aconteça nenhum acidente relacionado à estrutura. Continue a leitura e conheça os principais tipos de martelete e como escolher o ideal!

Conheça os tipos de marteletes disponíveis no mercado

Atualmente, no mercado brasileiro, existem dois modelos de martelete: o elétrico, movidos a motor elétrico, e o pneumático, acionado por ar comprimido.

É importante salientar que os elétricos são ideais para a utilização em paredes; já os pneumáticos são indicados para efetuar demolição de blocos soltos de concreto.

Nesse sentido, os marteletes pneumáticos apresentam vida útil maior e são mais leves do que os elétricos, entretanto precisam de um sistema compressor forte para gerar a energia necessária.

Os benefícios dos elétricos estão relacionados ao preço inferior, que chega ser até três vezes menos do que os pneumáticos, e na facilidade da assistência e manutenção das peças.

Selecione o modelo certo de martelete conforme suas características

É preciso escolher os tipos de martelete a cada utilização, o que envolve a energia de impacto necessária para se efetuar os trabalhos.

A produtividade do martelo demolidor é definida pela quantidade de impactos por minuto que o instrumento é capaz de efetuar, somando o seu peso enquanto parado.

Desse modo, essas características devem ser relacionadas às dimensões e a qualidade do material que será rompido ou cortado para que se estabeleça o modelo de martelete certo para o trabalho correspondente.

Vários modelos chegam a ter até 5 velocidades de impacto por minuto. O modelo de cinzel, por exemplo, apresenta diferentes tipos e funções, como a talhadeira — para abrir canais para dutos ou tubos de água e eletricidade — e o ponteiro — para alvenaria e concreto. Assim sendo, confira os principais modelos!

Marteletes de perfuração simples

Há no mercado marteletes de perfuração simples de até 4kg, indicados para perfurar pedras, concretos e refratários. Também são encontrados os marteletes rompedores de 5kg, indicado para a retirada de revestimento em rebocos e paredes, e os marteletes demolidores de até 13 kg, que são próprios para demolição de concreto magro e pequenas vigas.

Marteletes pneumáticos e rompedores

Os marteletes pneumáticos com até 10 kg são apropriados para tarefas médias de desincrustar material grudado com fornos, metalurgias e fundições. Já os marteletes rompedores com até 40 kg são indicados para demolição de fundições, estaleiros, reformas, metalurgias e para atividades pesadas na construção civil.

Marteletes demolidores

Os marteles demolidores que têm até 16 kg são adequados para demolição de pisos, lajes, asfaltos e vigas. Os marteletes demolidores de até 30kg são indicados para demolição de sapatas, pisos de concretos, bases de máquinas, asfaltos e lajes.

Tipos de cinzel

Cada tipo de aplicação exige um tipo de cinzel específico. Desse modo, é preciso conhecer suas principais funções:

  • ponteiro e ponteiro autoconfiável — para demolição de estruturas de concreto e alvenaria;
  • talhadeira e talhadeira pá — aplicado em troca de pisos, azulejos, forros, reformas e rasgos em paredes;
  • cinzel para asfalto — usado para rompimento de pavimentos.

Bateria ou cabo

No primeiro momento, é essencial destacar que o martelete já tem um peso elevado se comparado com furadeiras de impacto. Não é simples trabalhar segurando um martelo perfurador sem fio durante todo o dia, ainda mais se precisar inserir uma bateria no equipamento.

O segundo aspecto a ser analisado é a rapidez no gasto de energia do aparelho: a bateria dura pouco tempo. Os melhores instrumentos têm um limite de 25 a 30 minutos de bateria. Se o trabalhador tiver a opção de utilizar o equipamento ligado a uma tomada, o mais vantajoso é seguir com um equipamento a cabo.

Saiba como se proteger durante a utilização de marteles

É importante destacar que esse tipo de instrumento produz muito barulho e, para preservar a saúde do colaborador, não pode ultrapassar os níveis de tolerância. De qualquer modo, o indivíduo precisa utilizar o protetor auricular para diminuir danos graves para a sua saúde.

O rodízio de operador a cada 1 hora pode ser aplicado também como maneira de melhorar o contato com barulho e a vibração do equipamento.

Nesse sentido, os Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s) necessitam ser utilizados de maneira obrigatória: por exemplo, máscara, protetor auricular, luvas especiais, botas, capacete e cinzel com ponteira.

Assim sendo, antes da utilização dos marteletes, o local deve ser avaliado para que não existam fiações, água, esgoto e canos de gás. Essa situação pode ocasionar choques elétricos e outros acidentes graves.

Os marteletes que são direcionados ao solo devem ser usados de maneira perpendicular. O equipamento jamais pode ser encostado ao corpo.

Conheça as principais funcionalidades dos marteletes

Ao selecionar um martelete para aluguel e compra, é necessário avaliar as opções oferecidas pelo instrumento que ajudarão na sua utilização e elevarão a eficiência e a segurança na realização do trabalho.

  • suporte lateral — com a finalidade de assegurar furos corretos, é preciso contar com um segundo apoio, que seja, preferencialmente, móvel, proporcionando a utilização vertical e horizontal;
  • trava de velocidade — essa funcionalidade é imprescindível para quem lida com vários materiais e tipos de furos. Alguns aparelhos permitem pressionar o gatilho até a velocidade solicitada e depois travar com outro botão;
  • limitador de profundidade — corresponde a uma régua simétrica à broca e não permite que a perfuração seja maior do que o necessário, contribuindo na precisão do trabalho.

Portanto, é preciso conhecer as funcionalidades e os tipos de marteletes presentes no mercado. Assim, será possível escolher a melhor para as tarefas. A Casa do Construtor pode ajudar você a escolher a melhor opção, pois é uma das maiores redes de aluguel de equipamentos de pequeno porte da América Latina e, ainda, atua nos mercados de construção civil, limpeza e jardinagem.

Nosso artigo foi esclarecedor e útil para você? Ficou com alguma dúvida ou gostaria de ter mais informações a respeito? Então entre em contato conosco! Será um prazer atendê-lo!