Saiba quais os equipamentos obrigatórios para trabalho em altura!

O Equipamento de Proteção Individual (EPI) precisa ser utilizado pelos trabalhadores em todos os casos que possam proporcionar qualquer tipo de risco psicológico ou físico. Os equipamentos para trabalho em altura, por exemplo, são ainda mais relevantes em fábricas, processos de construção, indústrias, entre outros.

equipamentos para trabalho em altura

Além disso, lembre-se de que mesmo em ambientes de trabalho que sejam considerados seguros, os perigos de acidentes ainda podem estar presentes de diversas maneiras. Logo, os EPI´s são indispensáveis e podem salvar vidas. Então, continue a leitura e saiba quais os equipamentos obrigatórios para trabalho em altura!

Cinto de segurança tipo paraquedista

Você já pensou nos perigos de uma pessoa trabalhando em um andaime ou qualquer outro local, sem estar presa a nenhum tipo de equipamento para trabalho em altura? Qualquer falha ou mesmo um movimento brusco pode ser fatal para a vida do colaborador. Dessa forma, é preciso que todos os que realizam algum trabalho em altura façam uso desse tipo de cinto de segurança.

Mesmo que a primeira medida a ser realizada seja elaborar um projeto que diminui o perigo de quedas, na maioria das vezes, não é possível excluí-lo totalmente. Sendo assim, a utilização do cinto de segurança dos trabalhos em altura é primordial na retenção de possíveis tombos, além de proporcionar um trabalho mais tranquilo.

Talabartes simples

A aplicação do cinturão de segurança de maneira correta se torna possível graças a outro elemento que faz parte do rol de EPIs necessários para as atividades em alturas, os talabartes. Trata-se de uma espécie de extensão do cinto, formado por uma fita com um ponto de ancoragem.

O recomendado é que essa ancoragem seja colocada de modo que o colaborador consiga se prender a ela antes de ir para a situação de risco e soltá-la apenas quando estiver fora da mesma.

Além do mais, é importante frisar que, dependendo da situação, somente o ponto de ancoragem não é suficiente para proporcionar a segurança necessária. É por isso que, atualmente, esse modelo tem o uso restrito a determinados tipos de atividades em altura.

Trava-quedas

O trava-quedas atua juntamente aos talabartes e ao cinto de segurança, principalmente em situações nos quais exige uma movimentação grande ao efetuar o trabalho em altura. Nesse contexto, ele parece uma “presilha travadora”, que apresenta o mesmo mecanismo do cinto de segurança presente nos veículos.

Caso o funcionário sofra uma queda ou realize um movimento brusco, a trava é capaz de segurar o cinto. Mas existem vários modelos de trava de quedas para diferentes atividades em altura, que precisam ser selecionadas por especialistas de segurança de trabalho, em razão da sua avaliação de risco.

Os equipamentos para trabalho em altura precisam ser uados juntos para proporcionar a segurança de um colaborador que realiza esse tipo de tarefa. Ainda é necessário destacar que a instituição contratante deve fornecer aos funcionários todos os EPIs necessários para o serviço, de forma gratuita.

Nosso artigo foi esclarecedor e útil para você? Ficou com alguma dúvida ou gostaria de ter mais informações? Entre em contato conosco! Será um prazer atender você!