Como ter uma obra estável

Estrutura,

O Concreto é considerado o material mais importante na construção civil e possui várias aplicações.

Além de ser essencial  na estrutura, ele também pode ser aplicado em:

  •  revestimentos,
  • pavimentos,
  • paredes,
  • canalizações,
  • fundações.

 

É um material resultante da mistura proporcionada de um aglomerante (cimento), agregados miúdos, agregados graúdos e água.

É necessário o conhecimento dos materiais que compõem o concreto, além do aperfeiçoamento dos métodos de cálculo, para que se possa aproveitar melhor as características do produto.

 

O engenheiro civil e professor do curso de Engenharia Civil da Pontifícia Universidade Católica – PUC-Campinas, João Carlos Rocha Bráz, explica que, para iniciar a construção da estrutura de concreto armado é preciso um bom projeto.

Que contemple as formas geométricas da composição, bem como os detalhamentos de cada elemento (dimensões, quantidade de aço, especificação do concreto e do aço e quantidade de cada material, entre outros itens), de forma que o profissional que irá executar o trabalho consiga transportar tudo o que está no papel para a obra.

 

“Para conseguir um bom projeto é preciso sempre seguir as instruções da NBR 6118 (Projetos de Estrutura de Concreto – Procedimento), da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Lá constam todas as informações necessárias”, comenta ele.

 

Em um edifício, os principais elementos estruturais são:

  • lajes,
  • vigas,
  • pilares,
  • fundação,

 

E durante a sua construção, muitos cuidados são necessários.

Bráz lista alguns:

– As formas de madeira (ou de aço) e as escoras têm de ser bem travadas;

– É preciso usar formas e escoras de boa qualidade e fazer o nivelamento das peças que serão concretadas;

– É necessário respeitar o tempo especificado para o concreto após a mistura;

– Não adicionar água ao concreto pronto, para evitar que ele perca resistência;

– Manter o concreto úmido no período de cura (quando ele estiver ficando esbranquiçado, é hora de molhar);

– Curar o concreto por sete dias e manter a escora por 21 dias.

– Escoras retiradas antes do período determinado podem deformar a estrutura causando sérios danos à obra.

“A atenção com a estrutura não pode ficar restrita ao período de construção. Também é muito importante fazer uma manutenção constante. Recomendo verificar se há armadura exposta, manchas na superfície (podem indicar oxidação do aço), revestimentos expostos, infiltração e dilatação das juntas” – ensina o professor.

Falando especificamente sobre o concreto armado, como material estrutural, ele tem várias vantagens em relação a outros elementos: é moldável, apresenta boa resistência, baixo custo e boa durabilidade.

 

Amarrar, cortar e dobrar

Na Europa e Estados Unidos, várias empresas já exibem máquinas menores que substituem com facilidade a torques de armador e o arame.

Trata-se de uma ferramenta manual tipo um grampeador que, ao ser acionado, produz a amarração.

 

Outras máquinas maiores controladas por computadores são verdadeiras usinas de corte e dobra de ferro que, como numa linha de montagem, são capazes de produzir grande quantidade de aço cortado e dobrado, tudo conforme necessidade e planta de ferragem.

Geralmente, seu uso fica restrito a grandes obras e à dobragem de aço com maior diâmetro.

Porém, seu uso é cada vez mais comum.

Em um futuro bem próximo, o aço armado irá se tornar tão comum quanto o concreto usinado.