Paredes de alvenaria firmes e alinhadas

Uma das etapas da construção de um imóvel é a alvenaria.

São dois os tipos: tradicional (ou de vedação) e estrutural (armada e não armada).

 

parede-de-alvenaria-02

 

Sua execução requer cuidados, como se vê a seguir:

  • Assim como nas demais etapas, é fundamental planejar a execução da parede e seguir à risca tudo o que foi especificado.

 

  • Em obras de maior porte pode-se contratar um projeto de alvenaria.

Que prevê a disposição de todas as peças e faz a compatibilização com os projetos de estrutura e instalações.

 

  • Os materiais utilizados têm de ser de boa qualidade, ter boa precisão dimensional e serem os mais indicados para o tipo de alvenaria determinado.

 

  • Os profissionais devem ser capacitados.

 

  • No caso da alvenaria com blocos cerâmicos, eles têm de ser entregues sem cortes, fissuras e deformações.

 

Segundo fabricantes, este produto de alvenaria tem algumas vantagens:

  • É cerca de 40 % mais leve que os blocos de concreto, o que gera maior produtividade e reduz a carga na estrutura.

Garante maior isolamento térmico, produzindo ambientes frios no verão e quentes no inverno e tem alta durabilidade.

 

  • Os blocos cerâmicos com furos verticais ainda apresentam maior resistência mecânica e são fabricados através de processos de produção mais modernos.

 

  • As outras opções de tijolos e blocos são: tijolo baiano (com furos horizontais), tijolos maciços, blocos de concreto, blocos de concreto celular e blocos de sílico-calcário.

 

  • Também é preciso escolher a argamassa correta, que proporcione boa aderência entre os componentes.

E, ao mesmo tempo, seja flexível para absorver as deformações da parede.

 

  • Deve-se usar equipamentos adequados, como betoneiras, misturador mecânico de argamassa, réguas metálicas (escantilhões).

Para referência de prumo e alinhamento, carrinhos ergonômicos, andaimes e caixas de argamassa,entre outros.

 

  • Na alvenaria de fechamento é preciso fazer uma boa ligação entre o pilar (estrutura) e a parede.

 

  • Durante todo o processo os profissionais precisam verificar o prumo e o alinhamento das paredes.

 

  • Se as paredes não estiverem no prumo, pode ser necessário corrigir no reboco, o que aumentaria o custo da obra.

E também existe o risco de surgirem patologias futuras, como fissuras e trincas.

 

  • Quase sempre as paredes externas são construídas em alvenaria ou outro elemento que garanta a durabilidade e a estanqueidade do interior da edificação.

 

  • As paredes internas podem ser do mesmo material que as externas ou ainda de gesso acartonado, painéis de madeira, fórmica, aglomerados em geral ou similares.

 

 

Alguns equipamentos que podem ser utilizados para esta tarefa:

 

Fonte: Guia Prático Casa do Construtor, Afonso Celso Bueno Monteiro (presidente do Conselho de Arquitetura e Urbanismo de São Paulo – CAU/SP) e Valério Paz Dornelles (presidente da Tecnologys)