Planejamento de reforma: não perca 5 dicas de ouro

Muitas pessoas têm o desejo de reformar o lar e aperfeiçoar os seus ambientes. Mas, para evitar contratempos e garantir que o resultado seja igual ao esperado, é preciso cuidado, organização, investigação e muito esforço — o que não é tarefa simples para quem tem uma rotina corrida e precisa se aprofundar no tema antes de tomar decisões.

 

planejamento de reforma

 

Também é preciso deixar tudo muito bem definido de antemão e estipular o valor que se está disposto a gastar nessa reforma. Justamente por isso, é fundamental elaborar antes um bom planejamento de reforma.

No post de hoje, listamos 5 dicas para ajudar você com esse planejamento. Continue a leitura e aprenda o que fazer!

1. Trace um cronograma das atividades

Em primeiro lugar, é preciso listar todas as reformas que você deseja realizar em cada ambiente, seja em uma planilha, seja à mão. É possível, inclusive, detalhar cada uma delas, inserindo desde os gastos de material e serviço estipulados até o tempo previsto de entrega.

Desse modo, você terá um cronograma de obra que lhe permitirá maior controle sobre o que e quando será realizado, e um registro linear de cada etapa a ser feita. Esse planejamento também será útil para preparar um esboço do projeto, que funcionará como modelo para as empresas especializadas ou profissionais compreenderam o que você realmente deseja.

2. Contrate empresas e profissionais especializados

Normalmente, você pode contar com a indicação de conhecidos que já tenham realizado obras similares e saibam como planejar uma reforma. É possível que eles passem ótimas sugestões, bem como o contato de arquitetos e decoradores. Nesses casos, porém, não se deixe levar pela animação.

Não ceda às tentações ou se deixe levar por impulso: lembre-se de que a pressa é inimiga da perfeição. É preciso que haja um diálogo aberto e franco com quem transformará a sua morada e colocará os seus desejos e vontades em prática. Por isso, leve o tempo que for preciso para analisar cada proposta, conferir trabalhos anteriores executados pelos profissionais, juntar inspirações e tudo mais que você achar pertinente.

3. Pesquise preços

Um bom planejamento de reforma também precisa incluir a pesquisa sobre os gastos com materiais. Além de contar com a contribuição dos profissionais, essas buscas podem ser realizadas em lojas de materiais de construção ou pela internet. Inclusive, algumas empresas especializadas em construção são capazes de contribuir para a realização desse orçamento.

Elas podem, por exemplo, fazer a cotação da quantidade de materiais que serão necessários de acordo com as dimensões da superfície da obra, além de calcular os gastos médios de reformas hidráulicas, elétricas, de pintura e outras.

4. Estime um orçamento

De fato, é preciso estimar um orçamento. Ele deve ser fundamentado na compra de materiais e aquisições de produtos e acessórios, como dissemos no item anterior, mas também nos contratos de profissionais envolvidos e outras necessidades.

O objetivo é que essa matemática sirva de base para que a reforma corresponda ao seu investimento. Por isso, é preciso até adiantar gastos com imprevistos. Assim, se você perceber que certas opções vão prejudicar a sua saúde financeira, poderá abrir mão delas antes que a reforma prossiga, e evitando problemas no futuro.

5. Considere os contratempos

Mesmo elaborando um cronograma, é muito complicado estabelecer prazos para a conclusão quando falamos em reformas, visto que situações inesperadas sempre podem ocorrer. Pode acontecer a indisponibilidade de algum produto, a ausência de mão de obra, mudanças no clima, atrasos no tempo de entrega de fornecedores ou mesmo alguma adversidade no imóvel, como um problema não aparente.

Portanto, procure sempre estar atento no progresso da reforma e estabeleça um cronograma com os seus fornecedores. E fique de olho para não deixar a obra durar mais tempo que o estabelecido!

Uma reforma sempre acaba mudando toda a rotina de uma casa e, eventualmente, causando um desgaste nos moradores. Contudo, mantendo-se bem preparado com um planejamento de reforma e sabendo que eventuais contratempos podem ocorrer durante o processo, você garante que o resultado será satisfatório!

E aí, gostou destas dicas para elaborar o seu planejamento? Então, compartilhe-as nas suas redes sociais para que outras pessoas também fiquem por dentro do assunto!