Preparação do terreno – O canteiro de obras

Depois de fazer o projeto e o planejamento da obra, é hora de fazer o mesmo em relação ao canteiro de obras.

O terreno onde será realizada a construção tem de ser preparado com cuidado para garantir a produtividade do trabalho, evitar desperdício de tempo e perdas de material.

– O primeiro passo é pegar o desenho do terreno, determinar onde ficará o futuro imóvel e ver o que sobra.

A partir daí é feito o desenho do canteiro.  E este, segundo a NR-18

 

Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção

Deve dispor, do seguinte:

 

  • a) instalações sanitárias;

 

  • b) vestiário;

 

  • c) alojamento;

 

  • d) local de refeições;

 

  • e) cozinha, quando houver preparo de refeições;

 

  • f) lavanderia;

 

  • g) área de lazer;

 

  • h) ambulatório, quando se tratar de frentes de trabalho com 50 ou mais trabalhadores.

 

 

*O cumprimento dos itens “c”, “f” e “g” é obrigatório nos casos onde houver trabalhadores alojados.

Uma opção é locar containeres para escritórios e banheiros.

– É importante manter as áreas de vivência em perfeito estado de conservação, higiene e limpeza.

– Todas essas questões estão regulamentadas pela NR-18

Item 18.4

– O canteiro também precisa contar com um local seguro e protegido para o armazenamento de material.

Que deve ser guardado e estocado de modo a não prejudicar o trânsito de pessoas e trabalhadores.

O acesso aos equipamentos de combate a incêndio, não obstruir portas ou saídas de emergência e não provocar empuxos ou sobrecargas nas paredes, lajes ou estruturas de sustentação, além do previsto em seu dimensionamento.

Além disso, o armazenamento deve ser feito de modo a permitir que os materiais sejam retirados, obedecendo à sequência de utilização planejada, de forma a não prejudicar a estabilidade das pilhas.

– Os materiais tóxicos, corrosivos, inflamáveis ou explosivos devem ser armazenados em locais isolados, apropriados, sinalizados e de acesso permitido somente a pessoas devidamente autorizadas.

Estas devem ter conhecimento prévio do procedimento a ser adotado em caso de eventual acidente.

O canteiro de obras deve ser sinalizado com o objetivo de:

 

  • a) identificar os locais de apoio que o compõem;

 

  • b) indicar as saídas por meio de dizeres ou setas;

 

  • c) manter comunicação através de avisos, cartazes ou similares;

 

  • d) advertir contra perigo de contato ou acionamento acidental com partes móveis das máquinas e equipamentos;

 

  • e) advertir quanto ao risco de queda;

 

  • f) alertar quanto à obrigatoriedade do uso de EPI, específico para a atividade executada, com a devida sinalização e advertência próximas ao posto de trabalho;

 

  • g) alertar quanto ao isolamento das áreas de transporte e circulação de materiais por grua, guincho e guindaste;

 

  • h) identificar acessos, circulação de veículos e equipamentos na obra;

 

  • i) advertir contra risco de passagem de trabalhadores onde o pé-direito for inferior a 1,80 m;

 

  • j) identificar locais com substâncias tóxicas, corrosivas, inflamáveis, explosivas e radioativas.

 

 

– A área do canteiro de obra deve ser dotada de iluminação externa adequada e neles, inclusive nas áreas de vivência, deve ser previsto escoamento de águas pluviais.

– É preciso delimitar a rota de tráfego dos caminhões e, se possível, reservar um local apropriado para o estacionamento de visitantes.

Fonte: Afonso Celso Bueno Monteiro (presidente do Conselho de Arquitetura e Urbanismo de São Paulo – CAU/SP) e NR 18

[ssba]