6 dicas para promover mais segurança no canteiro de obras

A segurança no canteiro de obras é tão importante que é objeto de fiscalização por várias entidades oficiais, que vão desde as associações de bairro até o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea) e o Ministério do Trabalho.

Em outras palavras, não dá para brincar quanto o assunto é segurança dos trabalhadores.

 

Todos os integrantes do ramo da construção são responsáveis pela segurança, com direitos e deveres a serem observados.

Tanto abrir mão dos direitos à segurança quanto ser negligente com as obrigações são caminhos certos para o prejuízo, atrasos e mesmo acidentes de trabalho.

 

Neste post, apresentamos 6 dicas valiosas para promover um ambiente de trabalho seguro no canteiro de obras. Acompanhe!

6 dicas para promover mais segurança no canteiro de obra

1. Planeje a segurança no canteiro antes de iniciar as obras

A segurança no canteiro de obras começa na prancheta e na planilha de planejamento.

Ela deve ser considerada no orçamento da obra e no planejamento do canteiro de obras, pois se trata de um insumo na construção e não pode ser vista como um gasto supérfluo.

Em média, para cada R$ 1,00 investido em segurança, são economizados R$ 3,00 em custos de acidentes, ações na justiça e contas com despesas médicas.

 

2. Cumpra as normas de segurança do trabalho

Aqui, nos referimos às normas de segurança do trabalho editadas pelo Ministério do Trabalho e pela própria empresa.

Tanto o patrão quanto o empregado devem observar os seus direitos e os seus deveres em relação ao cumprimento das regras.

Uma vez que deslizes podem gerar penalidades tanto para ambas as partes.

 

3. Treine, divulgue e incentive a cultura de prevenção de acidentes

A teoria sem aplicação não cumpre seu papel.

O treinamento, a conscientização e o incentivo a boas práticas de prevenção de acidentes no canteiro de obras deve ser uma ação continuada, e não só em ocasiões esporádicas.

Com o tempo, o empregado se sentirá responsável não só pela sua segurança pessoal, mas de todos com quem trabalha.

Quanto o canteiro de obra atinge esse nível de comportamento, os resultados das ações de prevenção são realmente muito efetivos.

 

4. Use equipamentos de proteção individual certificados

Equipamentos de proteção individual (EPIs) são relativamente baratos em relação ao benefício que trazem.

Cada trabalhador que executa atividades que requerem o uso de EPIs deve obrigatoriamente usar seu próprio equipamento, ou seja, um EPI não é para ser compartilhado.

Ao mesmo tempo que é um direito do trabalhador ter seu EPI, ele também tem a obrigação de usá-lo.

O empregador tem por obrigação fornecer o equipamento ao mesmo tempo que tem o direito de demitir o funcionário que reiteradamente se recusa a usar o EPI sem uma justificativa plausível.

 

5. Não permita o descumprimento das normas de segurança

Não deixe parecer que a segurança no canteiro de obras é pouco importante.

Por um princípio de disciplina, uma infração da política de segurança no canteiro de obras não deve passar em branco.

 

Cada ocorrência deve ser tratada com a atenção devida, de modo que todos percebam a seriedade do assunto.

Além disso, as correções e ajustes devem fazer valer rigorosamente os acordos de trabalho estabelecidos, bem como o cumprimento das normas de segurança vigentes.

 

6. Reveja periodicamente a efetividade da política de segurança

Uma obra tem várias etapas, e em cada uma delas são adotados diferentes procedimentos. Algumas premissas são básicas, como:

  • limpeza e organização do canteiro;
  • descarte eficiente de entulho;
  • fornecimento de materiais conforme cronograma para evitar falta ou acúmulo de material;
  • adequação do cronograma para evitar estresse;
  • e supervisão, que deve ter caráter fiscal e educativo.

Com essas dicas a segurança no canteiro de obras terá mais efetividade e será mais facilmente implantada.

Curta a nossa página no Facebook e acompanhe as nossas atualizações!